quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Pirikos: Artistas no Mundo dos Bolos


Como já dissemos antes andamos pelo país à procura dos talentos portugueses na área do Cake Design. Nem imaginam as surpresas que temos tido, os trabalhos que temos encontrado e as obras de arte que nos têm impressionado!

Sobretudo, devemos dizer que em nada ficamos atrás dos grandes profissionais do mundo nesta área. Vemos menos experiência, por vezes, trata-se somente de uma questão de tempo, outras vezes uma questão de dimensão do mercado, mas sem dúvida que estamos no caminho certo para nos tornarmos uma potência mundial nesta área!

Desta vez fomos até à Figueira da Foz! Já é uma referência, já a vimos em sites da especialidade internacionais e é uma marca muito portuguesa, com um coração português do tamanho do mundo! Mesmo!

Sejam bem-vindos ao mundo da Pirikos! Entrem connosco e deixem-se surpreender pela paixão que cada um dos seus bolos nos transmite!

Quem está por trás da Pirikos e porquê o nome “Pirikos”?
Somos a Catarina Taborda e o Luís Gaspar, um casal com 35 e 36 anos respetivamente, residentes na Figueira da Foz.
A Catarina é Professora /Geógrafa e o Luís é arquitecto de profissão, desde cedo estivemos ligados às artes: a decoração, o teatro, a dança, a escultura e a arquitectura o que nos levou a ganhar coragem e embarcar nesta aventura.
As nossas criações são elaboradas totalmente em conjunto. Cada projecto é trabalhado ao detalhe, desde a ideia à concepção. A forma, a cor e a estrutura são devidamente pensadas e planeadas antes de passarmos à execução.
Pais de dois fantásticos pirikos – nome que deriva do seu aspecto franzino que faz lembrar os periquitos – foi por eles e para eles que descobrimos o gosto pela decoração de bolos - O Cake Design.

Como chegaram até ao mundo dos bolos?

Em Outubro de 2011, aquando o 1º aniversário do nosso filho mais novo, resolvemos delinear toda a festa de aniversário, inclusive o bolo – que é sempre o ex-líbris de qualquer festa!

O facto de estarmos já no Mundo das Artes/Decoração e Arquitectura, deu-nos alguma segurança para nos aventurarmos e assim nasceu o nosso 1º Bolo: Um bolo Arco-Íris, de Cobertura Tosca a Pasta de açúcar, mas carregado de sentimento! Hoje é curioso olhar para ele… Pensar que nada sabíamos, tínhamos um desconhecimento total de todo e qualquer produto/técnica nesta área.

O que pretendem com a Pirikos?

Essencialmente criar um estilo, uma imagem! 
Dar asas à nossa imaginação e permitir o sonho a cada projecto. Neste sentido, surgiu também a necessidade de abrirmos um espaço ao público. A Figueira tinha ainda alguma lacunas nesta área. A linha de decoração de festa/eventos era praticamente inexistente e ao nível de artigos de Cake Design e quanto a Workshops sentíamos também uma escassa oferta. Decidimos então enveredar nesta aventura com uma aposta que queremos que seja essencialmente de qualidade a vários níveis!

Qual o pedido mais estranho que já fizeram à Pirikos?

Hum! Talvez um Aniversário de Casamento Caricato…
… Para um casal muito, muito bem disposto foi-nos proposto fazer algo engraçado e que os relacionasse. Não foi fácil, confessamos... Mas por muito estranho que possa parecer, foi a combinação perfeita!

 Eis a razão: um casal de uma jovialidade contagiante, partilham inúmeras facetas, entre as quais os seus passeios de bicicleta (pelo que percebemos foi assim que se conheceram). Porém, algo os separava... ele adorava, ela odiava. Alho, pois claro!


A aversão era tanta que aquando a partilha de um beijo no casamento do afilhado ouviu-se: "urg, este beijo sabe a alho!"

Esta frase foi o mote para a elaboração do projecto. Iríamos assim unir ainda mais o casal: ambos a partir daí, passaram a gostar de alho - com sabor a chocolate!


E assim fizemos jus ao nosso lema: Sabor com imaginação!





O que mais gostam de fazer nesta área?

Criar!
A fase de projecto é sem dúvida a nossa paixão. Conceber o projecto, combinar e produzir as próprias cores é um dos aspectos que mais nos apaixona.

Adeptos de um estilo “clean”, revemo-nos com maior magnitude nos trabalhos em que o seu conjunto seja harmonioso e com “uma lógica” subjacente. 

Revemo-nos, essencialmente, nos bolos esculpidos e estruturados, acentuados na sua verticalidade. Uma outra paixão são os bolos estilizados: o glamour de um bolo feminino que apele à elegância.

Qual as maiores dificuldades que sentiu/ram ao longo dos tempos?

A valorização deste tipo de trabalho e fazê-lo ver como uma forma de manifestação artística!

Poucos têm a noção do volume de trabalho que este tipo de bolos acarreta, as horas aqui dedicadas…

Ainda se associa muito esta área à pastelaria, nobre actividade, sem dúvida, mas redutora de todo o processo de Cake Design. Embora seja impreterível a qualidade do produto, pois cada bolo tem de primar também pelo paladar, é antes demais uma forma de manifestação artística. Cada trabalho é único e personalizado. Desenvolvido com rigor, dedicação, gosto, técnica e engenho!
É muito comum perguntarem-nos qual o preço do kg de bolo decorado. Não menos comum é a relutância em aceitar que se trata de um trabalho que deve ser orçamentado em função do projecto a desenvolver. A título de exemplo, um bolo redondo simples não pode, nem deve, ser avaliado da mesma forma que um bolo estruturado. Um bolo embora simples, mas com um design cuidado e estudado, também não poderá ser equiparado a um bolo com uma decoração já existente. Estamos a falar da área do exclusivo, pessoal e intransmissível!



Um outro constrangimento que sentimos é o facto de termos (tínhamos) profissões de ensino superior. Se por um lado temos quem nos dê um apoio incondicional e nos reconheçam pelo passo que demos, existe ainda alguma relutância/estigma de alguns que ainda olham com estranheza para esta nossa nova opção.

Quais as maiores alegrias?

A reacção por parte de quem recebe o bolo. Nada paga essa fase! É extasiante ver o nosso trabalho reflectido na alegria de um olhar sincero!

Se tivessem que escolher um bolo ou um tema especial dos que já fizeram, qual destacariam? e qual a história por trás desse trabalho?

Destacaríamos dois: O Panda e a Grafonola.

O Panda por ter sido um dos nossos primeiros bolos estruturados e a Grafonola por ter sido realizada para um grande amigo, o principal impulsionador desta brincadeira “além casa dos Pirikos”. Tivemos liberdade total para o fazer e como o conhecemos muito, muito bem, fomos aos pontos fulcrais da sua vida: a família, a música e várias passagens da sua vida. Estes elementos foram manuscritos nas faixas do disco de vinil e foi giríssimo assistir à reacção!



Têm um instrumento preferido?
Ui, temos tantos! Mas tudo o que nos permite um acabamento perfeito é muito bem vindo! No entanto se nos víssemos privados de tudo quanto são utensílios e apenas pudéssemos escolher um, talvez escolhêssemos a esteca de veios larga e fina, a esteca à qual apelidamos “Maravilha”, por a utilizarmos para tudo e mais alguma coisa!

Na vossa cozinha ou atelier, nunca falta....

Engenho e Imaginação!

Somos defensores de que é preferível um bom utensílio a cinquenta que “desenrasquem”. Porém, há situações que obrigam ao improviso. Exemplo disso foi a nossa primeira experiência. Fizemos um bolo arco-íris e, perfeccionistas como somos, queríamos que todas as camadas tivessem a mesma altura. Longe de conhecermos a existência de niveladores, improvisámos um: Fio de cozinha e legos! Claro está que mais tarde adquirimos um bom nivelador (serrote), o qual não dispensamos.

O que diferencia a Pirikos no mercado?

Difícil fazer uma auto-avaliação. No entanto, estamos em crer que a maior mais valia vá para a criatividade e o rigor com que executamos cada projecto.
Tentamos primar pela harmonia de sentidos, do sublime paladar ao surpreendente visual!

Por não estarem em Lisboa, sentem diferenças? Quais?

Ui, se sentimos!
Estamos numa cidade muito, muito pequena. Temos noção de que o mercado de Lisboa seria “outro Mundo”! Para além de podermos apresentar o nosso produto a um mais vasto público, existe também a questão dos Eventos/Formações, aos quais, por razões óbvias, raramente temos acesso.

Como reage o público da Figueira da Foz ao Cake D
esign?
Abrimos portas há muito pouco tempo e por isso ainda não temos bem a percepção exacta. No entanto, todos quantos nos têm visitado elogiam afincadamente a decoração do espaço, a escolha de materiais, bem como o nosso trabalho de Cake design, onde a maioria já nos seguia via facebook.
Vamos esperar para ver, mas para já queremos SONHAR E FAZER SONHAR!

E agora deliciem-se com algumas das obras de arte com o selo dos dois grandes Pirikos:





Obrigada Catarina e Luís pelo vosso acolhimento e a vossa disponibilidade para nos dar a conhecer a história por trás da Pirikos! Que o vosso caminho seja de grande crescimento e de muito sucesso! Os ingredientes estão todos convosco!

Para mais informações clique aqui!

Happy Baking!

Sem comentários:

Enviar um comentário