quinta-feira, 10 de julho de 2014

SWEET K = SWEET KARLA!

O post de hoje será publicado em duas línguas: Português e Inglês, de forma a que a nossa convidada, com quem tivemos uma conversa muito agradável o possa ler e possa partilhar a sua história com o seu público.

Chamou a atenção em Birmingham pelas melhores razões. Ganhou o primeiro prémio na categoria H, Decorative Exhibit, com um bolo encantador, cheio de ternura, delicioso nos pormenores e era claramente uma das peças que irradiava luz (tinha mesmo luz, mas não é dessa que falamos). Transportou-nos à infância, ao tempo das fábulas e faz-nos querer ser pequeninos outra vez para brincar com a família que habita o "THE TREE CAKE".

Entrámos em contacto com a Karla da Sweet K, que nos recebeu com entusiasmo e desde logo se mostrou alegre e muito simpática, e à semelhança da sua obra, revelou-se encantadora. Venham conhecer a Karla da Sweet K.


Quem está por trás da Sweet K?
Chamo-me Karla Chumpitaz, tenho 30 anos e sou do Peru, mas vivo em Itália desde há 6 anos, e a Sweet K é o meu negócio desde 2012.

Como chegou ao mundo do Cake Design?
Quando tinha 15 anos fiz um curso da Wilton só pela brincadeira, e penso que foi assim que tudo começou.

Fez cursos, workshops ou outras formações em Cake Design ou é autodidata nos bolos?
Depois de estudar Pastelaria no Le Cordon Bleu do Peru, tirei um curso de decoração de bolos que durou 1 ano. A seguir mudei-me para Itália onde continuei a minha carreira como Chef de Pastelaria. 5 anos depois tirei um curso de modelagem no meu país.


Como é o Cake Design em Itália?
Não sou italiana, mas tenho que dizer que existem muitos bons artistas aqui. Em Itália a decoração de bolos já chegou há alguns anos e o nível do trabalho deles é deslumbrante, sobretudo na modelagem.

Em Itália há uma carreira profissional nesta área ou é sobretudo deixado a particulares e pessoas que fazem os bolos nas suas próprias casas?
No princípio as pessoas faziam-no apenas pelo divertimento, agora é mesmo uma profissão e podem-se encontrar vários cursos para se tornar profissional da decoração de bolos.

O que a Karla mais gosta de fazer no Cake Design?
É o tipo de trabalho no qual é impossível ficar entediado, cada novo bolo é um novo desafio, onde se pode experimentar novas ideias e novas técnicas. Penso que o Cake Design é um mundo infindável de coisas para descobrir.



Quais as maiores dificuldades que tem sentido ao longo dos tempos?
As pessoas não se aperceberem do tempo e dedicação que este trabalho requer. As pessoas vêem o resultado final e não são capazes de lhe dar o respectivo valor. Consequentemente é-lhes muito difícil aceitarem o preço que pedimos pelo bolo.



Se tivesse que escolher um bolo dos que já fez, qual escolheria? e qual a história por trás desse bolo?
De todos os bolos que fiz até agora, definitivamente o "The Tree House", foi realmente um desafio para mim, porque quis usar todas as técnicas que aprendi ao longo da minha carreira, para alcançar qualquer coisa mágica, que pudesse ter efeitos encantadores nas pessoas. Dei o meu melhor e pus todo o amor que tenho por esta maravilhosa arte.



Tem algum instrumento favorito? 
Sim, tenho. Não consigo fazer nada sem a esteca Dresden e sem o boleador. Uso-as o tempo todo!

Há algum bolo que gostasse de fazer, mas ainda não tenha surgido a oportunidade para fazê-lo?
Mais do que um bolo, há uma técnica: sou completamente fascinada por bolos estruturados: a ideia de fazer um bolo em 3D é muito interessante e espero vir a fazer um em breve.

Foi ao Cake International com um bolo chamado "The Tree Cake". Estava lindo! Como lhe ocorreu a ideia?
Quando decidi participar decidi fazer algo que fosse completamente feito de açúcar. Queria criar uma história maravilhosa num contexto mágico. Foi por isso que escolhi uma casa na árvore.


Quantas horas/dias demorou a fazê-lo?
Levou-me um mês inteiro. Toda a estrutura é feita de pastilhagem (foi a parte mais difícil). E todas as decorações são feitas em pasta de açúcar ou de flores, cada piso foi feito de sua vez. O mais engraçado é que comecei pelo andar de cima e a cozinha em vez de pelo andar de baixo e levou-me muito mais tempo a terminar.


Qual foi a sensação de ganhar o prémio?
Ainda não consigo acreditar. Havia tantas peças e criações com tanta qualidade na minha categoria. Foi uma experiência linda e inesquecível lá ir e ganhar o primeiro prémio.

Alguma vez esteve em Portugal? Conhece cake designers portugueses?
Infelizmente, ainda não! Sim, conheço! Adoro os Pirikos e a Ana Mourinho Remigio!

Consideraria a hipótese de vir a Portugal para workshops? 

Adorava! À espera de convites!

Obrigada Karla! Foi um grande prazer temos a Sweet K connosco e esperamos em breve ver esse bolo estruturado!

*****

Today's post will be published in two languages​​: Portuguese and English, so that our guest, with whom we had a very pleasant conversation, can read it and share with her friends and audience.

In Birmingham she attracted attention for the best reasons: Won first prize in the category H, Decorative Exhibit, with a lovely cake, full of tenderness, delightful in detail and was clearly one of the pieces that irradiated light. This cake brings us back to childhood, to the times of fables and fairy tales and makes us want to go back and be a child again to play with the family of "THE TREE CAKE".

We contacted Karla from Sweet K, who received us with enthusiasm and immediately proved to be very cheerful and friendly, and similar to her work, delightful. Come with us and meet Karla from Sweet K - Italy

Who is behind Sweet K?
My name is Karla Chumpitaz, I’m 30 years old. I’m from Peru but I have been living in Italy for the past 6 years and Sweet K is my business since 2012

How did you get into the world of cake design?
When I was 15 years old I took a Wilton course just for fun, I guess/suppose that it was the beginning of everything.

Did you have training courses, workshops, etc. in cake design or are you a self made cake designer?
After studying pastry at Le Cordon Bleu Peru I took a course of cake decorating that lasted 1 year then I moved to Italy to continue my career as a pastry chef, 5 years later I took a modelling course in my country.

What’s cake design like in Italy?
I’m not Italian but I have to say that there are very good artists here, in Italy cake decorating has been introduced for a few years, and the level of their work is amazing, especially with modelling.

Is there a professional career and training or is mostly a home bakers and decorators issue?
At the beginning many people did it just for fun, now it’s become a job and you can find courses to become a professional cake decorator

What do you like the most in Cake Design?
It is a kind of job in which it's impossible to get bored; every single cake is a new challenge, you can try new ideas and techniques. I think cake design has endless things to be discovered.


What is the greatest difficulties you felt over time?
People can really aware about the amount of time and care this job requires, they just see the final product and they are not able to give it's effective value. Consequently it is also very difficult for them to accept the prize we ask for a cake.

If you had to choose a cake or a special theme of those you have done, which one will you choose? and what is the story behind that work ?
Of all the cakes I’ve made so far, definitely The Tree House. It’s been a real challenge for me because I wanted to use all techniques I’ve learned throughout my career to carry out something magic that could have delightful effects on people. I gave the my best and all the love I feel for this beautiful job.

Do you have a favorite instrument for decorate?
Yes, I can’t do anything without my dresden and ball toll. I use them all the time

Do you have a cake that you absolutely must do sometime but you still didn’t have the opportunity to do it?
More than a cake, there's a technique that I would like to try. I’m fascinated by structured cakes, the idea of making a 3d cake is very interesting and I hope I will try it very soon.

You went to the Cake International with a cake called “THE TREE CAKE” It was gorgeous! How did it occur to you?
When I decided to participate, I wanted to do something that was entirely made in sugar. I wanted to create a lovely story in a magical context, that’s why I made a house in a tree.


How many hours/days did it take?
It took me almost a month, the entire structure was made in pastillage (that was the most difficult part) and all decorations were made in sugar or modelling paste, each floor was made one at a time. The funny thing was that I started with the top and the kitchen instead of the bottom and it took me much more time to finish.

What was the sensation of winning the prize?
I can’t believe it yet! There were such amazing creations in my category. It’s been an unforgettable and beautiful experience being there and winning the first prize.

Have you ever been to Portugal? Do you know Portuguese cake designers?
Unfortunately not yet. Yes! I love Pirikos cake design and Ana Mourinho Remigio!

Will you consider coming to Portugal for workshops?
I would love to! I'm opened for invitations!

Thank you so much Karla for your kindness and for your love for cake decoration and hope to see your structured cake anytime soon!

Sweet K - Italy

Facebook, Email: sweetk.torte@gmail.com

Divirtam-se!

Happy Baking!

Sem comentários:

Enviar um comentário