terça-feira, 1 de julho de 2014

Forrar a base: o princípio, passo-a-passo!

Em primeiro lugar temos a base: o prato, o disco, onde vai assentar o bolo. Esta base é normalmente descartável, de cartão ou de outro material, mas há uma coisa que em geral não é: não é bonita de se ver. Se for uma base de vidro, de prata, de latão, qualquer coisa que valha por si, como peça artística, então pode ficar à vista, mas senão, não deve ficar à vista de quem compra ou de quem avalia.

Se repararem nos bolos a concurso, nos bolos dos Cake Designers de referência, nunca vêem o prato ou base.

Forrar o prato ou base é sempre uma opção: há quem não faça por contenção de custos, há quem não faça porque nunca teve esta informação, e há quem não faça simplesmente porque não quer. Como qualquer escolha, deve ser respeitada. Mas para quem gosta desta arte, será sempre um desperdício de espaço, que fica por decorar, e o resultado final é sempre completamente diferente do ponto de vista estético. Feitas as contas, não há uma grande poupança de pasta.
Para ajudar, e caso nunca tenham forrado bases resolvemos criar uma pequena demonstração com os passsos mais básicos:
1. Ferramentas de corte: Cada um usa aquelas que lhe são mais confortáveis: vão desde o bisturi, à faca passando pelo x-acto.
2. Vem depois a opção pela base a usar: bolos mais pequenos podem ficar em bases mais frágeis, mas bolos de andares convém que fiquem em bases altas e rígidas.
3. Para cobrir, comece por amassar bem, verificar se não há grumos, uma vez que vai ficar sobre uma superfície lisa e qualquer irregularidade se vai notar. Faça uma bola, que é a melhor forma de garantir que não tem bolhas de ar.
4. Abra a pasta com o rolo, tente nunca parar a meio, faça de ponta a ponta para a pasta não ficar marcada. Estique a pasta.
5. Depois de esticada sobre amido ou açúcar impalpável, enrole no próprio rolo. Neste post apenas vamos abordar a base mais alta. 
6. Escohe a base e pincele com água, ou com água e CMC diluído.
7. Coloque a pasta por cima e alise.
8. No caso da base alta, existem várias técnicas de rematar: escolhemos a que consideramos mais fácil e com a qual obtemos melhores resultados. Mais adiante explicamos a outra técnica.
9. Com o alisador verifique se a pasta está bem adaptada ao rebordo da base:
10. Com uma faca, bisturi, cortador de pizza, ou x-acto corte o excesso de pasta o mais próximo que conseguir da base.
11. Agora, coloque a base do bolo num suporte alto ou que rode, para poder acertar e passar à fase seguinte.
Existem vários suportes para trabalhar bolos à venda nas lojas da especialidade. Alguns melhores que outros e uns mais caros que outros. Se não pode adquerir, arranje uma caixa plástica alta, um alguidar ou uma taça virada ao contrário, qualquer coisa que eleve o bolo, mantenha-o nivelado, estabilizado, e permita que o bolo fique pronto para trabalhar sem ter que mexer na base. O que mexe a partir daqui é o suporte. Caso contrário o bolo corre o risco de ficar desnivelado, de estragar os remates, etc.
12. Alise e retire o excesso no suporte.
13. Com um pincel humidifique a lateral de forma a que a fita que escolher possa aderir.
14. Escolha a fita: há fitas para todos os gostos, das mais baratas às mais caras. Cuidado com as muito baratas que por vezes mancham com facilidade. Neste caso use fita cola por baixo.
15. Comece a colocar a fita, esticando-a bem.
Ao dar a volta, vá esticando e passando o alisador, para que não fique com dedadas.
Quando chegar à ponta oposta, corte com a tesoura.
16. Para o remate final, faça uma pequena bolinha com a pasta de açúcar, e coloque entre uma e outra pontas da fita sem que se veja.
17. Passe novamente o alisador.
E está pronta! Aqui lhe deixo as imagens para seguir passo-a-passo.




A outra técnica para a colocação de fitas neste tipo de base, passa por cortar o excesso de massa não no fim do rebordo, mas antes no princípio do rebordo. Nesse caso, para a fita aderir (este sistema é mais adequado do que quando as fitas escolhidas são de pior qualidade, porque não corre o risco de mancharem) o que se usa é fita cola de dupla face, para aderir à base e à fita que se escolheu.
Se a opção de não forrar está relacionada com contenção de custos, depois de concluído todo este processo, poderão com uma faca ou um cortador, retirar ao centro um pouco de pasta que nunca se iria ver por ter o bolo por cima.
O passo seguinte é colocar o bolo já forrado na base!
Divirtam-se!
Happy Baking!
Nota: Este tutorial é um exclusivo da EAT MORE CAKE. Qualquer reprodução total ou parcial deverá conter o link completo e menção da fonte. Todas os direitos são reservados.

Sem comentários:

Enviar um comentário