terça-feira, 1 de julho de 2014

Feito em casa! Homemade!

Foi em Castelo branco que encontrámos um cantinho maravilhoso: a Homemade! Por trás da Homemade estão a Lina e o Cristiano Louro, que nos contaram um pouco da sua história.

O Cristiano Louro, nasceu em França em 1977 e desde cedo demonstrou o seu gosto pelas artes.


Começou a trabalhar com 16 anos já no ramo da hotelaria, mas só passados 2 anos iniciou a sua carreira como aprendiz de Pasteleiro.



Um ano depois já era responsável pela secção de Pastelaria numa outra empresa, onde ganhou a experiência durante seis anos na confecção de Massas base, cremes, glacês, fondants, recheios, coberturas e molhos, Bolos de Noiva, baptizado, Aniversário, semi-frios, gelados, tortas, tartes, mousses e doces de colher, Bolos de Pastelaria Fina, doçaria tradicional e conventual, Bombons, rebuçados de caramelo e de frutos, miniaturas doces, Trabalhos em Açúcar, pastilhagem, Peças artísticas em pasta de açúcar e chocolate, Panificação; diversos tipos de pão (tradicional, doce, com ervas aromáticas, com recheios, com carnes variadas, etc. …), Salgados diversos, entre outros …
Porém o seu desejo e espirito empreendedor levaram-no a criar a sua propria pastelaria onde, aí sim desenvolveu o seu cariz inovador, criando verdadeiras obras de arte.

Desde então, tirou várias formações na área, desde tecnicas em açucar, peças montadas, pastelaria de natal, coventual, bombons, trabalhos em pão, massas folhadas entre outras, acumulando também função de formador, contando neste momento com mais de 5000 horas de formação dadas.
Já participou em vários concursos a nível nacional e internacional, nomeadamente “Bolo de Noiva do Ano” – Feira Internacional de Lisboa, “1ºConcurso Ibério de Bolos de Noiva” – Associação Nacional de Cake Designers.


Dentro da sua área já participou em inúmeras feiras locais, nacionais e internacionais, dando assim um contributo, através da sua participação para a promoção dos profissionais da área em Portugal, de destacar a sua participação no IV Festival Europeu do Pão, no palácio de Cristal no Porto, com monumentos elaborados em Pão.


A Lina é formada em Sociologia, e conheceu o seu pasteleiro ainda ele desempenhava funções de Chefe de Pastelaria na empresa onde trabalhou 6 anos. Devido a exigências profissional Lina saiu de Castelo Branco e foi morar para a Sertã, uma vila mesmo no coração de Portugal, trabalhando já na altura ligada á formação profissional e ao desenvolvimento rural. A separação dos dois levou a que rapidamente surgisse a oportunidade de apostarem na área de Pastelaria nesta bela vila. Casaram em 2002 e desde aí a pastelaria e os bolos foram uma constante nas suas vidas. Abriram o seu próprio estabelecimento de fabrico próprio em 2003 até 2009.


Nesta altura a Lina ficou no desemprego e o Cristiano a estava a dar aulas em Manteigas, resolveram, então, por questões logísticas e de centralidade regressar a Castelo Branco, já com uma outra ideia de negócio em mente.


Em 2011 nasceu a Homemade, ficando a Lina no backoffice da mesma, organizando, divulgando e promovendo a mesma, e o Cristiano com a função quer de continuar a dar formação na área, quer ele próprio continuar em formação.
Usam outro nome para vender os bolos?Não, só Homemade by Cristiano Louro.
Qual a razão de ser desse nome?O nome da empresa é Lina Louro – Workshops e comercio de adereços para festas, unipessoal, Lda, e como CAE principal: 85591, que é formação profissional, ou seja o intuito é ensinar para as pessoas confeccionarem em casa as suas próprias iguarias, daí Homemade.
Qual o pedido mais estranho que já vos fizeram?Pedido estranho nunca tive, mas tento que cada projeto seja único de acordo com a ideia do cliente, baseando-me no tema, nas cores, na idade a que se destina…..
O que mais gostam de fazer nesta área?O mais motivante nesta área é sem dúvida poder dar largas á imaginação e poder assim através de um bolo de aniversário, possibilitar ao aniversariante um dia único e especial.
Qual as maiores dificuldades que sentiram ao longo dos tempos?As maiores dificuldades ao longo dos tempos e agora falando como empresários foi sem dúvida o facto de sermos novos, por exemplo para contrair empréstimos, e para quem vive desta área é muito ingrato, a economia paralela existente…
Quais as maiores alegrias?As maiores alegrias, temos muitas como é óbvio ao longos destes anos todos, mas e falando já da Homemade através dos workshops, é proporcionar a crianças e adultos momentos único e especiais, onde nascerem verdadeiras amizades de pessoas que os frequentam, pessoas essas que já consideramos família e que tentamos sempre também ajudar continuamente.
Se tivessem que escolher um bolo ou um tema especial dos que já fez/fizeram, qual destacariam?As mesas temáticas, onde podemos conjugar para além do bolo todos os outros miminhos associados, é sem dúvida um trabalho que nos dá imenso prazer.
Como também o bolo que foi feito para o concurso que a SIC lançou no passatempo ra novela “Rosa Fogo”.
E qual a história por trás desse trabalho?
A historia foi engraçada, tudo começou quando os meus amigos e familiares me disseram para participar nesse concurso. Na altura não tinha muito tempo para elaborar o bolo para o passatempo.

Um dia li o regulamento e sem dizer nada a ninguém decidi então participar.
Passei um dia inteiro de volta do projeto, depois de ter feito pesquisas sobre a novela.


Como é típico do português, deixei para a ultima. Assim terminei o trabalho por volta das 23h30, e que tinha que enviar a inscrição com a respetiva foto por e-mail, mas foi devolvido. Tentei varias vezes e não consegui, isto já passava da meia noite que o prazo era mesmo ate a essa hora.


No dia seguinte fui confrontado com um telefonema da SIC dizendo que tinha ficado entre os 6 semi finalistas.


Então fui ao programa “Boa Tarde” com a Conceição lino, onde ouve um júri que avaliou os trabalho e fui selecionado como finalista.
Voltei noutro dia para a final e aí sim fui o vencedor que tive direito a uma participação na novela.
Tem um instrumento preferido?
Sim, uma esteca faca….
Na vossa cozinha ou atelier, nunca falta....
Algo bem docinho para “oferecer “ a quem nos visita.
O que diferencia a Homemade no mercado e por que gostaria de ficar conhecida no mercado?A Homemade é única porque as pessoas que estão por trás também são únicas, sabemos e temos noção que servimos de inspiração para muitas pessoas, mas aquilo costumamos dizer é sejam originais e criativos, para serem únicos.
Que bolo gostariam de fazer que ainda não fizeram?Espero um dia vir a fazer um grande em altura …. Do tipo 5 a 6 metros, como já fiz um em comprimento ( 22 metros).
Obrigada Lina e Cristiano. A Homemade é um lugar muito acolhedor, onde salta à vista o amor que têm por estas artes. São muitos os trabalhos do Cristiano ali expostos e conservados, bem como da Lina e até da filha de ambos, que claramente já demonstra ter herdado dotes artísticos dos pais.

Na Homemade pode encomendar os seus bolos, pode aprender a fazer os seus bolos e pode até festejar os anos dos seus filhos. Estão sempre de portas abertas para nos receber!


Deliciem-se com alguns trabalhos do Cristiano:












Se quiserem conhecer mais trabalhos do Cristiano e a Homemade clique aqui!
Divirtam-se!
Happy Baking!

1 comentário:

  1. Que bom.... rever esta publicação!!! É bom ver como crescemos, agora com a nova "homemade by cristiano Louro", outro conceito, mas sempre com a mesma convicção dar o melhor de nós!!! beijinhos,
    lina Louro

    ResponderEliminar