quarta-feira, 2 de julho de 2014

Catarina Rola - Cake Design

Todos os artistas são únicos, e é um gosto irmos descobrindo aos poucos os traços que os distinguem e que tornam cada um especial. A Catarina chamou-nos a atenção pela perseverança e dedicação a cada um dos seus bolos. Ao longo da entrevista é a própria que sublinha o seu amor a esta camisola do Cake Design por várias vezes, e sobressai-nos o quanto de seu coloca em cada um dos projectos que abraça.
Venham connosco conhecer a Catarina Rola.
Quem é a Catarina Rola- Cake Designer?
Sou uma figueirense de 34 anos, professora do 1º Ciclo, e moro há cerca de um ano e meio nas Caldas da Rainha.




Como chegou até ao mundo dos bolos?
Desde pequena que faço bolos, sempre gostei muito de estar na cozinha e experimentar novas receitas. Venho de uma família muito grande e desde muito cedo comecei, por iniciativa própria, a fazer os bolos de aniversário… O meu primeiro bolo de aniversário foi para uma prima minha. Fiz uma cara de um palhaço, tinha na altura 12 anos. Depois, fui fazendo bolos para outros aniversários, inventando, tirando ideias de livros e revistas, que adorava coleccionar… Esta atividade foi sendo sempre um hobbie, a par da minha actividade profissional. Em 2006, quando comecei a fazer as decorações dos bolos com pasta de açúcar, criei um blogue para começar a divulgar o meu trabalho.
Usa apenas o seu nome, ou tem uma marca ou empresa sua?
Hoje em dia uso apenas o meu nome, mas mantenho o blogue onde comecei a divulgar os meus bolos – www.boloseimas.blogspot.com
Qual o bolo mais estranho que já lhe pediram?
Até à data nunca tive nenhum bolo que considerasse “estranho”. Claro que, por vezes, há pedidos mais originais que outros, alguns dão dores de cabeça a pensar como vou conseguir fazer de modo a ir ao encontro das expectativas do cliente, mas com amor, carinho e dedicação, tudo se faz.
O que mais gosta de fazer nesta área?
Eu gosto muito de todas as fases de preparação do bolo: a elaboração do projecto (e é fantástico quando nos deixam criar à vontade, é tão bom!), a confecção dos bolos, recheios, a montagem… mas a fase que mais me motiva e entusiasma é a parte da modelagem e decoração.
Qual ou quais as maiores dificuldades que sentiu ao longo dos tempos? 
No início, tudo era difícil… Não havia pastas de açúcar nem lojas onde comprar materiais de cake design. Comprava a glucose (que já por si era difícil de encontrar) e fazia e coloria as pastas. Nem sempre as pastas ficavam com a consistência pretendida, eram muitas horas de trabalho (bem mais do que hoje, que podemos já comprar as pastas coloridas). A maioria dos materiais vinham do estrangeiro e eram muito caros… Tinha de investir muito devagar. Não havia formações, nem tutoriais na net… Enfim, só mesmo muito amor e dedicação a esta arte. De há uns 4 anos para cá, é tudo muito mais acessível, em todos os aspectos. Consegue-se progredir muito mais rápido e alcançar bons resultados em muito menos tempo.
Quais as maiores alegrias? O feedback positivo que recebo dos clientes e amigos…
Se tivesse que escolher um bolo ou um tema especial dos que já fez, qual ou quais destacaria? e qual a história por trás desse trabalho?
O bolo mais especial que fiz foi a Dama e o Vagabundo. Era um bolo que já queria fazer há muito tempo, pois é uma história da minha infância, que sempre adorei. Acho adorável a cena do restaurante em que a Dama e o Vagabundo comem o esparguete e resolvi retratar essa cena em bolo. Foi dificil, demorei muitos dias a fazer, (o bolo era em dummy cake, pois destinava-se a um concurso de bolos) mas dediquei-me ao máximo a cada pormenor para que ficasse perfeito… E adorei o resultado final.

Têm um instrumento preferido? Não consigo dizer apenas um, são tantos… Mas há 3 que não dispenso nunca: a esteca de veios, o bisturi… e o meu pincel verde, que me dá imenso jeito para aperfeiçoar os traços.
O que diferencia e o que pode esperar quem procura a Catarina para a confecção de um bolo? Quem me procura pode ter a certeza de ter um bolo saboroso, feito com os melhores ingredientes e com total dedicação…

Aqui ficam mais alguns dos seus trabalhos.






Obrigada Catarina pela entrega em cada uma das palavras que nos concedeu.
Happy Baking!



Sem comentários:

Enviar um comentário