terça-feira, 22 de julho de 2014

Aqui há N´CAKES!‏

De regresso à região de Lisboa fomos conhecer a N’Cakes em Oeiras, e pela primeira vez vimos partilhar um exemplo de cooperação entre concorrentes, mas amigas, que se entre ajudam quando é preciso e que formam parceria sempre que isso se mostra necessário. Noutra altura esperamos conversar melhor com a Elsa da Mimos da Quinta, já que hoje ficámo-nos pela Ana Santos da N’Cakes.



Quem está por trás da N’Cakes?

Sou a Ana Cristina Santos, 43 anos, casada, mãe de 4 filhos, e já tenho uma neta! Quando preciso ou quando combinado faço também bolos em parceria com a Elsa Costa da Mimos da Quinta.

Como é que a Ana chega até ao mundo dos bolos?

Pode-se dizer que me apaixonei no dia em que fiz 19 anos, tive uma oferta de dois bolos lindos, um de aniversário e outro de baptizado, foi amor à primeira vista.

Durante 18 anos fui fazendo pesquisa a ver se encontrava a "pasta", sem nenhum sucesso, fui fazendo tentativas com massapão, mas em vão. Em Julho de 2006 encontrei a bendita pasta, que nessa altura só havia mesmo da Wilton. Fiz então o meu primeiro bolo no dia de aniversário da minha filha que fez 18 anos, que foi um sucesso.




Desde essa altura que fui fazendo para a família e amigos. Confesso que dava o meu melhor mas não eram muito perfeitos, aliás, hoje em dia olho-os e vejo muitos erros, mas como fazia o meu melhor... Andei 5 anos a brincar com pasta: fui tirando dicas daqui e dali e fui melhorando no que podia, cometendo o erro de não apostar na formação.


Em 2011 resolvi abrir uma loja de Cake Design, inscrever-me na ANCD e começar a fazer formação.


Durante estes dois últimos anos apostei em formação com cake designers internacionais e nacionais e fiz o "master" da PME.


Apostei assim na minha vocação como cake designer que faço com muito gosto e dedicação: amo o que faço e não me vejo a fazer mais nada.

Porquê o nome N Cakes?

Como resolvi abrir uma loja achei que o nome N'Cakes tinha a ver com os produtos vendidos tal como com os meus bolos, e foi sugerido por uma amiga que me ajudou muito na decisão de fazer bolos para outras pessoas!

Qual o pedido mais estranho que já fizeram à N’Cakes?

Posso dizer que foi um pé, para mim o mais divertido e estranho!



O que mais gosta de fazer nesta área?

Acho muito importante fazermos um bom bolo e recheio mas o que mais gosto mesmo é de o decorar!

Quais as maiores dificuldades que sentiu ao longo dos tempos?

A maior dificuldade que sinto é a falta de compreensão das pessoas ao darmos os valores de cada bolo, muitas pessoas já entendem o porquê destes valores mas a outras é difícil explicar.

Quais as maiores alegrias?

A maior alegria que tenho é sempre que entrego um bolo e vejo um sorriso!

Se tivesse que escolher um bolo ou um tema especial dos que já fez, qual destacaria? E qual a história por detrás desse trabalho?

Não tem nenhuma história, mas foi-me pedido por uma revista um bolo sobre as histórias para crianças e lembrei-me de fazer "João e o Pé de Feijão", amei fazer este bolo, dediquei-me a 100% e como recompensa fui capa de revista!

Tem um instrumento preferido?
Todos, nunca me pode faltar nada!

Na cozinha ou atelier, nunca falta...

Uma batedeira, rolo e estecas..

O que diferencia a N’Cakes no mercado?

N'Cakes não é diferente de ninguém, nem melhor nem pior que ninguém é a N'Cakes.

Que bolo gostaria de fazer que ainda não fez?

O Bolo do meu aniversário! Que este ano devo fazer!

E aqui ficam uma série de obras de arte com a assinatura da Ana Santos e da N Cakes!






Obrigada Ana pelas respostas e por nos permitir conhecer um pouco mais do mundo onde há N’Cakes!

Happy Baking!

Sem comentários:

Enviar um comentário