sábado, 23 de maio de 2015

Flores de açúcar para um casamento doce!

Hoje venho dar-lhes a conhecer um pouco do meu trabalho desta semana!
Como entrámos agora na época dos casamentos, tenho um bolo de casamento para fazer todos os fins-de-semana e é quando não tenho mais que um!

Por isso tenho mesmo de ser muito organizada para que nunca falhe nada.

A primeira coisa que faço quando um bolo já está definido é criar as flores de açúcar, pois estas demoram bastante tempo a fazer, secar, pintar e requerem toda a minha atenção. 

E hoje venho partilhar convosco as minhas últimas criações, fiquem atentos que no futuro vão poder ver os bolos finalizados!






Happy Baking!
x Julie

segunda-feira, 18 de maio de 2015

A preparar flores de açúcar


Aqui fica esta pequena amostra, para ficarem a saber um pouco do que ando a fazer para os bolos de casamento que se aproximam!

Há que preparar as flores com antecedência! 

x Julie

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Bolo personalizado para aniversário de Casamento!


After hours and hours of painstaking piping, it was worth all the hard work! Cake done and delivered to a special couple celebrating their 55th wedding anniversary in style at Palácio de Xabregas!

Depois de muitas horas de decoração, o bolo está entregue - deu imenso trabalho mas valeu a pena! Foi para um casal especial que estão a celebrar 55 anos de casados no Palácio de Xabregas!

terça-feira, 12 de maio de 2015

Dica da Julie - Desenformar brownies!


Para que os seus brownies e barras de bolachas não se desfaçam nem colem ao fundo da forma quando as for retirar, faça assim: forre a forma com manteiga, coloque uma folha de papel vegetal no fundo da forma e deixe 5 centímetros de fora de cada lado (como na imagem) e volte a forrar a forma e o papel vegetal com manteiga. Depois de levar a sobremesa ao forno, deixe arrefecer e depois é só puxar o papel vegetal de lado para a retirar a da forma e cortar!

For brownies and bar cookies that don't crumble or stick when you remove them from the pan, try this: Butter the baking dish, then place a sheet of parchment, also buttered, inside, allowing about 2 inches to extend beyond two opposite sides (like in the picture). Bake according to the recipe's instructions, and let cool. Pull up on the parchment to lift the dessert from the pan before cutting.

Happy Baking!

domingo, 10 de maio de 2015

A casa em festa...


Quando pensamos em fazer uma festa ficamos logo com um brilho de excitação nos olhos e, de seguida, a suspirar de cansaço. Claro que uma festa implica algum trabalho... há a parte da comida, das bebidas, da música, da decoração... outras vezes só nos vem à mente as horas de arrumação e limpeza que teremos de despender antes de receber convidados ou então... começamos imediatamente a imaginar os sofás lambuzados de chocolate, a relva toda pisada, a loiça para lavar no dia seguinte...

Mas, antes de tudo isto ganhe uma dimensão gigantesca na sua cabeça, lembre-se de que uma festa não tem de ser um evento muito elaborado nem, absolutamente, perfeito.


Happy Baking!

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Essenciais na cozinha - Parte 4


Termómetro de forno - A maior parte dos fornos não são exactos e se a temperatura estiver demasiado alta, ou baixa, isso pode influenciar a qualidade do seu bolo. De acordo com a minha experiência, é necessário substituí-los ao fim de alguns anos de utilização.

Tesoura de cozinha - É um utensílio muito útil em qualquer cozinha.

Régua de metal - Usa-se para medir a massa antes de a colocar na forma, para cortar linhas direitas com o cortador de massa, etc.

Termómetro de açúcar - Vai precisar dele quando usar xarope de milho – para fazer qualquer tipo de caramelo ou cobertura, para temperar chocolate, etc.

Varas de arames - Tenho varas grandes e pequenas, uma para cada necessidade. Mais vale ter muitas do que poucas.

Happy Baking!

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Essenciais na cozinha - Parte 3


Formas essenciais - Forma tipo angel food, forma com furo (tipo pão de ló), forma de bolo inglês, de vários tamanhos; formas quadradas e redondas de 15 cm, 20 cm, 23 cm, 25 cm e 30 cm; formas decorativas, como a utilizada no Bolo de Limão com Mirtilos e Sementes de Papoila, p. 29.

Cortadores para bolachas - Corações, estrelas, todas as formas geométricas, números, letras, bonecos, animais, ossos para cães, vestidos e bolos de casamento – nunca são demais!

Papel vegetal - Para usar em superfícies antiaderentes. Se não tem círculos de papel vegetal, pode cortá-los. É bom para recortar padrões – uma vez cortado, pode ser usado como molde para delinear o padrão múltiplas vezes. Também é bom para pôr entre a massa e o rolo quando estendemos a massa para evitar que estes colem.

Panela de banho-maria - As duas panelas devem estar ajustadas para que o vapor não se escape por entre ambas. Se não tem uma panela de banho-maria, pode usar uma panela normal com uma taça de vidro que encaixe bem por cima. A água não pode tocar na taça de vidro.

Pincéis - Certifique-se de que as cerdas estão firmemente presas ao cabo. Para barrar as formas com manteiga ou desmoldante, para aplicar ovo ou brilho, e para retirar o excesso de farinha.

Ralador - Um bom ralador é importante em qualquer cozinha.
O meu preferido é o raspador da Microplane, que é excelente para raspar todos os citrinos, assim como o gengibre e a noz-moscada! Uso-o constantemente e já não saberia viver sem ele.

Rolos de massa - Os de plástico rígido sem pegas são ideais para enrolar pasta de açúcar, e os da madeira com pegas são bons para estender a massa de tartes.

Sacos de pasteleiro, adaptadores e bicos - É muito útil ter sacos de pasteleiro de vários tamanhos, reutilizáveis e descartáveis.
Existem centenas de tipos de bicos para decoração dos bolos e bolachas. No caso de utilizar glacê real, use sacos, adaptadores e bicos que nunca entrem em contacto com qualquer cobertura à base de gordura.

Tapetes antiaderentes - Os tapetes Silpat são os meus preferidos, essenciais para cozer bolachas e outros bolos nos tabuleiros de forno. Podem substituir o papel vegetal.

Happy Baking

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Essenciais na cozinha - Parte 2


Espátulas metálicas - É sempre útil ter uma boa variedade de espátulas grandes, pequenas, afuniladas e para barrar. São essenciais para colocar a cobertura nos bolos.

Espátulas de bancada - De metal, é boa para transferir e para apanhar os ingredientes cortados. De plástico com curva, é boa para forçar o ar a sair dos macarons.

Espátulas de silicone - É muito importante que sejam resistentes ao calor e é útil ter espátulas em vários tamanhos (e cores). Tenho algumas que uso apenas para glacê real, merengues, ou para qualquer coisa que necessite de um ambiente de trabalho absolutamente sem gordura, outras que uso para misturar as massas e ainda outras para quando trabalho com diversos sabores, para que estes não se misturem.

Espátula para bolos - Para transferir as camadas dos bolos sem as quebrar.

Espátula para bolachas - Para transferir as bolachas do tabuleiro quente.

Espremedor - Eléctrico e manual, ambos são bons.

Faixas para uma cozedura uniforme - Quando se coze uma camada de um bolo com a faixa no exterior da forma, ela permite que o bolo coza de modo mais uniforme, obtendo um resultado mais plano (e não um bolo com uma colina no centro). É necessário humedecê-las em água fria; uma vez humedecidas, torcem-se para retirar o excesso de água e colocam-se firmemente em redor da forma e prendem-se com velcro ou com um alfinete. Desta forma, quando se nivela o bolo, o desperdício é menor.

Faca grande de serrilha - Serve para cortar uniformemente as camadas de um bolo, ou para servir, por exemplo, o bolo angel food.

Formas com aro amovível - Para cheesecakes e tartes, estas formas são essenciais para se conseguir retirar correctamente a parte lateral da forma.

Formas de papel para cupcakes - De todas as cores e padrões, de tamanho normal ou mini.

Happy Baking

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

sábado, 2 de maio de 2015

Essenciais na cozinha - Parte 1

Nesta lista vai encontrar todos os utensílios de cozinha sem os quais não consigo viver!


Balança de cozinha - De preferência digital, atenção às pilhas.

Bolas de cerâmica especiais para forno ou arroz - Utilizo (e reutilizo) arroz para fazer peso nas massas das minhas tartes enquanto estas cozem. Forro a tarte com uma folha de alumínio e coloco os grãos de arroz para fazerem peso (de modo a que a massa não suba). Quando a massa acabar de cozer, basta levantar cuidadosamente a folha de alumínio e, uma vez frios, voltar a guardar os grãos de arroz num frasco fechado até à próxima utilização.

Círculos de papel vegetal para colocar no fundo das formas - Coloque um destes círculos de papel antiaderente, pré-cortado e resistente ao calor no fundo da forma do bolo antes de a untar com manteiga e polvilhar com farinha – é um excelente truque para desenformar o bolo depois de arrefecer.

Colheres de gelado - Tamanho pequeno para fazer bolachas, tamanho médio para as formas de cupcakes, e tamanho normal para servir mousse, gelado, fruta, entre outros.

Copos medidores, colheres e medidores para líquidos e secos - As receitas americanas normalmente usam medidas tipo chávenas e colheres, o que as diferencia das receitas em Portugal, as quais normalmente se apresentam em gramas e mililitros. O método de medição mais exato é uma balança fidedigna, mas é muito útil ter copos e colheres para medir os ingredientes, uma vez que hoje em dia muitas receitas têm as medidas apresentadas dessa maneira. Considero também importante ter um medidor de vidro para os líquidos quentes.

Cortador de massa ou de piza - É bom para aparar as massas, cortar tiras para fazer a cobertura entrançada das tartes, cortar bolachas, scones e os rebordos da pasta de açúcar.

Desmoldante - É uma combinação de manteiga e farinha; quase todas as receitas de bolos recomendam que se unte a forma com manteiga e polvilhe com farinha – este produto facilita imenso a tarefa, basta espalhá-lo com um pincel e já está!

Equipamento elétrico - Na minha cozinha não passo sem a batedeira Kitchen-Aid, o robô Cuisinart, uma mini-Cuisinart e uma batedeira manual.

Happy Baking!

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Extracto de baunilha caseiro!

Uma das maiores necessidades de um pasteleiro é o aroma de baunilha. Eu bem sei que não passo sem o meu em casa.
Vanilla extract is one of the "must have" of every baker. I know that I can't go without mine!

Por isso quando descobri que podia fazer o meu próprio aroma de baunilha em casa não podia deixar de experimentar!
So when I came across the fact that I cold make my own vanilla extract I couldn't help but to give it a go!

E para que também possa experimentar esta maravilha na sua cozinha, aqui fica a forma muito fácil de fazer aroma de baunilha caseiro. Acredite que nunca mais vai querer usar o aroma de compra!
And so that you can also try to make this at home, here is the recipe to make your own vanilla extract at home. After you try this, you're never gonna buy the store bought one!


Receita de aroma de baunilha caseiro!

Ingredientes:
5 vagens de baunilha, abertas ao meio
1 cháv. de vodka (pode substituir pós rum ou bourbon ou brandy, mas a vodka é o mais indicado para obter um sabor mais puro )
Ingredients:
5 vanilla beans, split lengthwise
8 ounces (1 cup) vodka (rum, bourbon, or brandy may be used; vodka produces the cleanest-tasting extract)


Instruções:
Coloque as vagens de baunilha cortada verticalmente dentro de frascos (de 200 ml a 300ml) e cubra com a vodka, até o fraco estar 95% cheio. Feixe bem o fraco e agite vigorosamente durante cerca de 30 segundos. Guarde num local seguro e sem luz solar directa durante 2 meses. Durante estes 2 meses, 1 ou 2 vezes por semana, agite o frasco durante 10 segundos.
Instructions:
Pour vodka over the beans to nearly the top of the jar, about 95% full. Seal jar, shake vigorously for about 30 seconds, and set in a corner on the countertop, shelf, or safe place out of direct sunlight, where jar will stay for two months. Once or twice per week, shake the jar for about 10 seconds.


Dentro de 6 semanas já deve de poder usar o seu extracto, mas aconselhamos esperar até às 8 semanas, pois quanto mais tempo deixar amadurecer o extracto, melhor este fica. Pois com o passar do tempo, o álcool evapora e o sabor da baunilha vai ficando mais desenvolvido e forte.  Pode sempre cheirar o extracto e se reparar que ainda cheira a álcool sabe que não está pronto. O extracto vai sempre ter um cheiro a álcool, mas deve de cheirar a extracto de baunilha e não ter o cheiro de um cocktail!
In 6 weeks, the extract may be ready to use, but it will likely take 8 weeks, and longer is better as the extract will continue to mature. As time elapses, the alcohol will fade and the flavor of vanilla will develop and strengthen. Use your nose and if it smells prominently like alcohol, it's not ready. The extract will always have some scent of alcohol, as storebought vanilla extract does, but it should smell like vanilla extract not like a cocktail. You will be able to discern ready from not ready with a sniff test.

Quando o extracto tiver pronto, pode usar directamente do frasco!
When extract is ready you can use it directly out of the brewing jar!

Quando estiver a acabar pode voltar a encher o fraco com vodka para repetir o processo. Pode usar as mesmas vagens de baunilha durante 6 meses (dependendo da rapidez com que gasta e refaz o extracto) antes de ter de as substituir por novas. Use as vagens de baunilha já gastas no fraco do açúcar para fazer açúcar baunilhado.
As vanilla extract is used, top off brewing jar with more vodka to allow the vanilla-making cycle to continue. Every six months or so (depends on how fast you're going through it), replace the vanilla beans so they continue to produce flavorful extract. Retired vanilla beans may be dried and added to sugar to make vanilla-sugar.


Happy Baking!